Mercedes Benz | Conheça sua logística de produção

Mercedes Benz | Conheça sua logística de produção

Mercedes-Benz é a marca alemã, renomada e conceituada na fabricação de diversos automóveis, vem modernizando suas empresas e seus veículos a cada ano, buscando entregar ao seu consumidor o melhor produto possível e, nas fábricas, boas condições de trabalho, com agilidade e praticidade, aos seus funcionários.

Uma das maiores preocupações da Mercedes-Benz, em sua produção de caminhões é de cria-los para que sejam confortáveis, de acordo com a realidade das estradas do Brasil e a necessidade do motorista.

Nos últimos anos vimos a marca criar especialmente caminhões de manutenção de baixo custo, que suporte peso, com cabines confortáveis, ótima visibilidade da estrada, dentre outros fatores que agrada muito o consumidor.

Tecnologia nos novos caminhões da Mercedes Benz

Actros: caminhão Mercedes-Benz está mais completo, inteligente e  tecnológico | GZH

Atualmente a Mercedes-Benz também tem o caminhão mais tecnológico do Brasil, o qual a empresa aposta todas as suas fichas em 2021 e acredita que suas vendas ajudarão a mantê-los mais um ano no ranking de mais emplacamentos. Trata-se do extrapesado Mercedes Actros que conta com vários recursos de segurança – O ABA 5, por exemplo, que aciona os freios de maneira automática, caso note presença de pedestres, veículos e outros obstáculos à frente. O modelo também dispõe de cambio automatizado – feito pela empresa –, além de ser mais bonito e com mais comandos na central multimídia. Possui retrovisor por câmera – motivo pelo qual ficou famoso –, cabine suspensa por molas a ar – que compensa, em tempo real, a inclinação e vibração da estrada e seus reflexos dentro da cabine. Junto à tantas outras qualidades como o leitor de ponto cego e assistente de fadiga – que informa o motorista sobre a necessidade de paradas para descanso –, neste caminhão o motorista também pode utilizar de uma base de celular que amplifica sinal – evitando que o condutor fique incomunicável –, essa base também pode carregar o aparelho por proximidade e conectar-se à central multimídia sem a necessidade de bluetooth e tantas outras qualidades facilitadoras e atuais.

Ainda assim, em testes feitos pelo Estradão em 2020, o modelo foi 12% mais econômico do que modelos similares em sua categoria. Além de trazer ao Brasil uma nova tendência de caminhões mais equipados.

A empresa também possui o Accelo, caminhão com cambio automatizado, leve, com menor consumo de combustível, sistemas que se adequam às condições da pista e carga do caminhão, entre outros.

Produção da Mercedes Benz  fora da Alemanha

Mercedes-Benz na era da produção conectada – AutoIndústria

Já a busca por inovação, conforto e facilidade na área de produção da empresa também não deixa a desejar. Em São Bernardo do Campo – primeira planta de caminhões erguida pela Mercedes-Benz fora da Alemanha e que este ano contou com contratações temporárias e efetivas para aprendizes do SENAI –, por exemplo, a empresa conta com o AGV – trata-se de um sistema que guia cabines e outros componentes dos caminhões, para seguir a linha de produção, enquanto os funcionários se movem produzindo o encaixe das peças faltantes.

Inclusive possuem o AIV, um robô que se desloca de maneira autônoma, auxiliando no necessário, levando peças e evitando o deslocamento da equipe nos grandes galpões da Mercedes, desta forma, agilizando muitos processos.

Em algumas fábricas, a cada 5 minutos produzem um caminhão com este sistema prático e ágil e mesmo que as máquinas façam o serviço mais pesado, é imprescindível as equipes na linha de produção.

Crise pandêmica desacelera produção da Mercedes Benz em 2020

Mercedes-Benz contrata 600 colaboradores para aumentar a produção de  caminhões em 2019 | Comex do Brasil

Neste ano, devido à pandemia e sua pior fase, a Mercedes Benz juntamente a outras companhias, foi uma das empresas que paralisou suas atividades por tempo limitado – e teve dificuldades até mesmo na produção -, de 26 de março a 5 de abril – acordado para auxiliar na redução de circulação de pessoas neste momento crítico no país.

Além da paralisação, a empresa buscou alternativas para manter proteção aos seus colaboradores mesmo após a volta no mês de abril, um exemplo foi que concederam férias coletivas para grupos específicos de contratados – que funcionasse bem, de acordo com o planejamento das fábricas. Empenham-se em manter medidas de proteção e distanciamento para os que o continuaram nas fabricas e continuam atendendo seus clientes com ótimos produtos e serviços.

Apesar dos seus esforços, a empresa também se vê em um dilema, causado pela falta de fornecimento de insumos – devido à pandemia – e logística global, o que causa contratempos e riscos do produto não ser entregue no período informado ao comprador.

“Temos diversas disrupções em toda a cadeia global de suprimentos com a falta de diversos componentes e insumos. As linhas logísticas internacionais também estão com dificuldades de organização. Estamos resolvendo caso a caso. Vamos brigar para não perder nenhuma entrega de caminhão aos nossos clientes”, palavras de Karl Deppen, presidente da Mercedes-Benz do Brasil.

Montadoras buscam vantagem competitiva em meio a crise

Em plena pandemia, Mercedes fecha contrato grande com transportadora | Exame

Com tantos equipamentos tecnológicos e de segurança, confirma-se o fato de que as montadoras estão em busca de competitividade da forma correta, abandonando os veículos pesados e ‘’secos’’ por algo que atende mais as necessidades dos motoristas na atualidade. Engana-se quem pensa que as novas ferramentas – inseridas nos caminhões da Mercedes-Benz – faz com que os modelos se tornem mais caros. O painel do modelo Actros, por exemplo, consegue ser muito mais barato do que o antigo – que envolve muitas peças e mecanismos–, já no sistema touch, isso não é necessário, além do custo mais baixo devido à popularização da ferramenta. A procura pelos modelos com câmera ao invés de retrovisores comuns, também é muito grande, conforme Mercedes-Benz.

Como podemos notar, a marca procura sempre estar à frente em seu segmento, proporcionando ótima qualidade e experiência para seus clientes e conseguem contornar os mais diversos contratempos e usá-los como estratégias para possíveis vendas.

Ainda assim, a expectativa é grande sobre mais inovações que a marca apresentará em breve, na 23ª edição do Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga (Fenatran). Considerado como o maior evento do setor na América Latina, a feira está marcada para acontecer do dia 18 a 22 de outubro no São Paulo Expo, na capital paulista, e todos esperam novidades como a versão SLT do novo Actros.

blogdotransporte

blogdotransporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *