Imprudência no trânsito resulta em “sinistro” de três ônibus em Cascavel-Paraná

Imprudência no Trânsito

Desde fevereiro de 2019, quando as pistas exclusivas do transporte coletivo urbano começaram a ser utilizadas, foram proibidas as conversões à esquerda nas vias troncais da cidade de Cascavel-PR por motivos de segurança viária, porém uma sequência de acidentes por conta de imprudência no trânsito vem gerando sinistro de veículos, e assim aumentando e criando prejuízo aos transportes coletivos. Esses acidentes são resultado da irresponsabilidade de alguns motoristas que não respeitam a sinalização e acessam a Avenida Brasil, a Tancredo Neves, e a Barão do Rio Branco de forma mais rápida, não fazendo o lopping de quadra.

Imprudência: em seis dias, três ônibus do transporte coletivo foram sinistrados por conversão à esquerda nas pistas exclusivas | Cascavel | Taroba News

Acidente por imprudência no trânsito na linha Leste/Oeste deixa feridos

Um grave acidente ocorreu na madrugada do dia 18 (quarta-feira) na linha Leste/Oeste, deixando duas passageiras feridas, além disso, os outros passageiros tiveram que esperar a chegada de outro ônibus para continuarem o caminho. Nesse mesmo dia houve mais um acidente entre a esquina da Avenida Brasil e a Barão do Rio Branco. No dia 23, ocorreu novamente um acidente, dessa vez na Avenida Rio Branco, de esquina com a Rua Dimas Pires Bastos, criando mais dificuldade e atrasos aos passageiros.

Trânsito - Transitar

Nessas avenidas de pista exclusiva o condutor ao fazer a conversão à esquerda tem o risco de colidir com os ônibus, ou com outros tipos de veículos, como ambulâncias, forças de segurança ou táxis, todos com autorização de utilizar essas faixas também.

Segundo, Larissa Boeing, gerente da Divisão de Transporte da Transitar, há uma grande preocupação devido ao registro de diversos acidentes com ônibus da empresa concessionária durante este ano, a empresa possui uma quantidade limitada de ônibus com portas à esquerda para as linhas troncais, e como reserva, somente um veículo de substituição. “Isso reflete em prejuízo a todos os passageiros do transporte coletivo, uma vez que a cada ocorrência há atrasos e são necessários ajustes nas linhas para adequar à capacidade de veículos, como aconteceu na semana passada, quando num único dia dois veículos foram sinistrados”, informa, Larissa.

Maior imprudência é na Avenida Brasil.

De janeiro a julho deste ano foram apontadas pelo “Sistema Bateu” 12 ocorrências nas pistas exclusivas, tendo como liderança de imprudência a Avenida Brasil, com oito sinistros e quatro feridos, a seguir a Tancredo Neves e a Barão do Rio Branco, com (três ocorrências) e (um acidente), respectivamente.

Luciane de Moura, educadora de trânsito da Transitar, relata que esses números são aproximados, pois nem todas as ocorrências são registradas pelos envolvidos nos acidentes, e alguns têm o registro em sistema com até 6 meses de atraso. Ocorrências com sinistro de menor estrago, acidentes com bicicletas e pedestres nem sempre entram nessas estatísticas.

De acordo com Simoni Soares, presidente da Transitar, a autarquia está sempre investindo em educação de trânsito, orientando como utilizar corretamente cada modal e sinalizando de forma adequada essas avenidas, para que haja segurança a todos os envolvidos no trânsito.

Educação e conscientização no trânsito

A falta de educação da população também é percebida, desde motoristas que fazem conversão à esquerda, até pedestres, ciclistas, praticantes esportivos e de lazer, e até mesmo patins, patinetes e ciclomotores são utilizados indevidamente nas canaletas do transporte coletivo, arriscando-se a um acidente fatal.

A transitar irá intensificar a fiscalização do artigo 207 do Código de Trânsito Brasileiro, afim de coibir as conversões à esquerda, e incentivar a prática do looping de quadra, aumentando assim a segurança na via e diminuir os prejuízos à coletividade. Esse artigo tem multa de R$195,25 e anotação de 5 pontos na CNH para os condutores que forem flagrados por um agente de trânsito fazendo conversões à esquerda/direita em locais proibidos.

Patrícia Martins de Moura, encarregada de Fiscalização de Trânsito da Transitar, informa que dia 23 iniciam as ações, com a presença dos agentes de trânsito nas vias, e permanecerão por tempo indeterminado, com o intuito de reduzir esse tipo de infração e acidentes. O GIT (Gestão de Infração de Trânsito) informa que de janeiro a julho deste ano já foram notificados 539 motoristas por fazerem conversão à esquerda em local proibido da avenida. A intenção é que esse número seja cada vez mais reduzido.

blogdotransporte

blogdotransporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *