Transporte rodoviário autônomo de cargas abre discussão em seminário

Transporte rodoviário autônomo de cargas abre discussão em seminário

Com o país em constante crescimento, caminhoneiros autônomos vem ganhando espaço no segmento de transporte rodoviário, principalmente por seu baixo custo e flexibilidade de negociação. Cerca de 60% do transporte de mercadorias no país têm como responsáveis os caminhoneiros autônomos.

Nesta segunda-feira (30), a Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados promoveu um seminário afim de discutir sobre a situação do transporte rodoviário autônomo de cargas no Brasil.

Seminário discute transporte rodoviário autônomo de cargas - Notícias -  Portal da Câmara dos Deputados

Essa iniciativa do seminário tem como idealizador o deputado Gonzaga Patriota do (PSB-PE) e será realizada no plenário 11 junto à Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA).

60% do transporte é feito por caminhoneiros autônomos

De acordo com Gonzaga, cerca de 60% da locomoção de bens e mercadorias do país é de responsabilidade dos caminhoneiros autônomos.

Marcado para as 9h da manhã dessa segunda-feira (30) o evento/seminário terá a participação, além a de Gonzaga Patriota, a de Arthur Lira, presidente da Câmara do (PP-AL), de Carlos Chiodini, presidente da comissão do (MDB-SC), de Marcello da Costa Vieira, secretário nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura, e de Diumar Bueno, presidente da CNTA.

Seminário na Câmara dos Deputados discute a situação do transporte  rodoviário de cargas no Brasil para os autônomos - Blog do Caminhoneiro

Veja a programação completa do seminário.

Das 10h às 13h terá um painel sobre “Contratação direta do caminhoneiro autônomo”.

Esse tema será debatido pelos deputados e por Luiz Henrique Baldez, diretor executivo da Associação Nacional dos Usuários do Transporte de Carga, Daniel Carvalho, coordenador nacional do Projeto de Documentos Fiscais de Transporte e Fiscal Tributário Estadual na Secretaria da Fazenda do Mato Grosso do Sul, Alziro da Mota Santos Filho, assessor jurídico da CNTA, e Gabriel Valderrama, coordenador de Projeto da Secretaria Executiva do Ministério da Infraestrutura.

As discussões ao vivo poderão ser acompanhadas pelo público, que também podem enviar perguntas aos participantes através do portal e-Democracia.

blogdotransporte

blogdotransporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *